Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simply Portugal

Who Run the World? Girls!

Simply Portugal

Who Run the World? Girls!

Um Magnum de Sonho

 

 

Hoje acordei com aquela sensação que me faltava realizar alguma coisa... E o que seria?

 

Pensei e voltei a pensar e quando me estava a arranjar e um Magnum a trincar, surgiu-me a tal questão "Qual seria o meu Magnum de Sonho?".

 

 

 

Enquanto o saboreava, enquanto o deliciava, enquanto os meus lábios encostavam no delicioso chocolate e os meus dentes o trincavam, o meu paladar me dizia que o meu Magnum de sonho ainda viria.
Mas afinal qual seria?
Qual seria aquele Magnum tão especial, tão natural e tão brutal que já sonhava à tanto tempo... Qual seria o seu sabor? E a sua textura? E a sua apresentação?
Olhei pela janela e um belo dia cheio de sol estava, lembrei-me da primavera e das flores, e um Magnum assim o imaginei. Cheio de cores, flores e alegria.
Mas depois pensei que aquele sabor não seria o ideal. E ao comê-lo estragaria a sua beleza natural, o seu explendor e causaria uma dor imensa a quem me visse fazê-lo.
À cozinha me dirigia, para o pequeno almoço tomar quando olho para a bancada e deparo-me com os frutos vermelhos que tinha na minha fruteira.
Mas que bela ideia!!!!
Porquê não fazer um Magnum de frutos vermelhos?
Super refrescante para os dias de calor, saudável, sensual, com aquele toque um pouco ácido, que nos deixa com a saliva a borbulhar na boca.
E qual seria a sua cobertuda de chocolate?
Chocolate negro, para sentir um pouco o amargo? Ou de leite para ficar um pouco mais doce? Ou chocolate branco para ficar realmente doce?
E porque não os três chocolates juntos e todos envolvidos num só?
Que delicioso seria este Magnum, que fresco e harmonioso, com uma mistura de paladares incrível e invejável.
Mas não ficaria por aqui, pois falta o seu suporte. Bom esse tinha de ser decorado a rigor, com um padrão intemporal, que desse para qualquer estação do ano, para qualquer estilo de roupa, para qualquer género de pessoa.
E então pensei neste!
Este Magnum seria a loucura.
As vendas, bem essas, disparavam.
Inaugurava-se lojas da Magnum em todo o Mundo e arredores.

 

Criava-se acessórios de beleza com este sabor.
Por exemplo, batons.
E com o seu aroma velas realizava-se, para que toda a casa ficasse com uma frescura inigualável.
Mas para comer este Magnum existiria uma condição: apenas com alegria, sorriso nos lábios e olhos brilhantes é que poderia ser consumido.
Porquê?
Aqui tens a resposta!
E agora a minha ideia vou enviar para os senhores a Magnum analisarem, com cautela e dedicação, para que daqui saia um geladão.
Magnum forever!
Prazer absoluto!